Etnografia e tradução cultural na Amazônia: uma comparação de Constant Tastevin e Curt Nimuendaju
Por Priscila Faulhaber (Museu Paraense Emílio Goeldi). "O registros de etnógrafos estrangeiros que viveram na Amazônia no início do século XX, como o alemão Curt Nimuendaju e o bretão Constant Tastevin, estão enraizados nas práticas sociais da história indígena, do indigenismo e da própria antropologia como disciplina científica. Correlacionamos estes dois autores com o objetivo de destacar a relevância da etnografia e da tradução cultural para a história do conhecimento sobre a região."
http://www.museu-goeldi.br/etnografiatraducao/Site.htm
This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.