Werekena
Nome preferencial: Warekena
Explicação:
Auto-denominação: Warekena (Aikhenvald 1998)
Nomes e grafias alternativos: Werekena, Baniwa de Maroa: "No rio Xié, algumas famílias warekena vindo do Guainia no começo do século XX perderam sua língua e adotaram o Baniva de Maroa (sem grande diferença dialetal com o Baniva de Maroa descrito por González Ñãñez. Ainda hoje, alguns velhos do Xié, que se dizem Warekena, falam o Baniva de Maroa” (Ramirez 2001, p. 501).
"Linguistically, Warekena of Xie is a dialect of Baniwa of Guania spoken in Venezuela” (Aikhenvald 1998, p. 225). Os falantes, no entanto, se reconhecem como Warekena e, por isso, Aikhenvald optou por esse termo.
Filiação genética: Aruak
População: 966
Falantes: Cerca de 20
Situação sociolingüística: Atualmente, há apenas 20 falantes nativos de Werekena, todos idosos. Cerca de 100 pessoas, na idade adulta, são capazes de compreender a língua de seus antepassados, mas não a falam. As gerações mais jovens substituíram totalmente o Werekena pelo Nheengatú. Há um grande interesse dos descendentes em resgatarem a língua materna.
Localização: Rio Xié (afluente do Rio Negro)
Fonte(s) de informação: Aline da Cruz (a partir de contato com FOIRN e ACRX - Associação das Comunidades do Rio Xié)
Código ISO 639-3:
Pesquisadores em nosso cadastro que estudam esta língua:

(Esta página foi editada pela última vez em 1273174386|%e %b %Y, %H:%M %Z|agohover.)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.