4070

<

>



PESQUISA ARQUEOLÓGICA NO BRASIL
  • Mesa redonda sobre a situação atual da pesquisa arqueológica no Brasil. Dédalo, ano IX, n. 17/18, São Paulo 1973, 5-119, ilustrado. Bibliografia.

Todo esse volume de Dédalo foi devotado ao balanço que se fazia necessário, realizado em São Paulo em 1972 na programação da XXIV Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Ulpiano T. Bezerra de Meneses escreveu sobre a situação atual da pesquisa arqueológica no Brasil (pp. 5-9), Mário F. Simões sobre o estado das investigações na Amazônia legal brasileira (pp. 11-23). Valentin Calderón responsabilizou-se pela parte relativa aos Estados da Bahia e do Rio Grande do Norte (pp. 25-32), Maria da Conceição de M. Coutinho Beltrão pelos Estados do Rio de Janeiro e Guanabara (pp. 33-39), Oldemar Blasi pelo Paraná (pp. 41-47), João Alfredo Rohr por Santa Catarina (pp. 49-65), apresentando extensa bibliografia inclusive. Pedro Ignácio Schmitz retratou a situação no Rio Grande do Sul (pp. 67-85), também com boa bibliografia. Às páginas 89-119 encontram-se os formulários preenchidos por 76 instituições e pesquisadores que dão conta dos projetos de trabalho arqueológico em curso ou recentemente terminados na ocasião.

(p. 468)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.