3604

<

>



INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA
  • Mapa etno-histórico de Curt Nimuendajú. Editado em colaboração com a Fundação Pró-Memória. Rio de Janeiro, IBGE, 1981, 97 páginas, 1 figura, 1 mapa em encarte, índice de tribos, índice bibliográfico e índice de autores.

Torna-se finalmente acessível a terceira versão do mapa etno-histórico de Curt Nimuendajú, elaborado em 1944 para o Museu Nacional do Rio de Janeiro. E o livro que o acompanha traz uma série de artigos e explicações de interesse: o artigo de Virgílio Correa Filho sobre o pesquisador, transcrito da Revista Brasileira de Geografia de 1951; uma avaliação dos resultados das viagens de Nimuendajú por Luiz de Castro Faria, enriquecida com trechos de cartas, se não me engano inéditas, do etnólogo, assim como informações sobre os "manuscritos inéditos" que supostamente ainda existiriam no Museu Nacional; Rodolpho Pinto Barbosa, cartógrafo do IBGE e responsável pela "linguagem cartográfica exigida para uma perfeita leitura contemporânea" (p. 11); "A ortografia dos nomes tribais no mapa etno-histórico de Curt Nimuendajú", a cargo de Charlotte Emmerich e Yonne Leite, e "Significado e efeitos da publicação do mapa etno-histórico de Curt Nimuendajú para a antropologia brasileira" de George de Cerqueira Leite Zarur. Seguem-se "Observações" ao mapa, preparadas por Nimuendajú, assim como os diversos índices, também de sua autoria. O mapa, a cores, foi elaborado na escala de 1 : 5.000.000, "reduzindo, portanto, o original à metade, resultando em condensar determinadas áreas mais estudadas por Curt, mas mantendo-se a clareza de leitura do mapa. Isto propiciou reduzi-lo em um quarto da área, aproximadamente um metro quadrado, tornando-o mais acessível ao manuseio e consulta, sem qualquer prejuízo dos registros inscritos no mapa" (p. 26).
Nas palavras de Castro Faria, "De todos os trabalhos de Curt Nimuendajú este é o mais exclusivamente seu, o mais original, o que não tem antecedente, o que não tem par nem terá sucedâneo. Este é o seu grande manuscrito, pronto e acabado, e que permanecia inédito" (p. 21).

(p. 300)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.