3477

<

>



GREGOR, Thomas
  • Mehinaku. The drama of daily life in a Brazilian Indian village. Chicago and London, The University of Chicago Press, 1977. 382 páginas, 28 figuras, 24 tabelas. Bibliografia. - A tradução de Vera Penteado Coelho intitula-se Mehináku. O drama da vida diária em uma aldeia do Alto Xingu. São Paulo/Brasília, Editora Nacional/Instituto Nacional do Livro, 1982. Brasiliana, vol. 373. 350 páginas.

Tendo permanecido um total de 18 meses (1967 a 1976) entre os Mehináku do Alto Xingu, Gregor descreve as relações sociais desses índios da perspectiva dramatúrgica que, dando maior ênfase à "performance" do que à estrutura, firma-se como abordagem particularmente adequada para captar a natureza fluida de sociedades simples. Retratando a aldeia coma o palco e os indígenas como atores vivendo o "script" do cotidiano, Gregor conseguiu escrever, sem prejuízo da solidez dos dados e do argumento teórico, uma fascinante etnografia. - É lastimável que as duas casas editoras não tenham incluído na tradução a bibliografia do original.
Alcida Rita Ramos faz um comentário crítico da obra, intitulado "Mehinaku: entre encenação e estrutura" em Anuário Antropológico 77, Rio de Janeiro 1978, pp. 218-224. Cfr. também a crítica à abordagem feita por Joan Bamberger em American Ethnologist, vol. 6, n. 2, Washington 1979, pp. 394-395, e a resenha de Pita Kelekna, "The Upper Xingu is a stage" em Reviews Anthropology, vol. 8, n. 4, New York 1981, pp. 377-391.

(p. 253-254)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.