3252

<

>



CROCKER, J. Christopher
  • Why are the Bororo matrilineal? Actes du XLIIe Congrès International des Américanistes, Congrès du Centenaire, Paris 2-9 Septembre 1976, Paris 1977, volume II, pp. 245-258. Bibliografia.

O artigo, de ambições teóricas, é antes de tudo um exame daqueles pressupostos que, válidos para outras áreas etnográficas, foram transferidos com todas as suas implicações para a América do Sul. A crítica incide sobre o conceito da matrilinearidade dos Bororo, aceito em geral como dado: o autor procura mostrar essa sociedade como uxorilocal a nível de residência, matrilinear em termos corporados e patrilateral na esfera cerimonial (p. 256).

(p. 176)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.