3239

<

>



COSTA, M. H. Fénelon e MONTEIRO, M. H. Dias
  • Dois estilos plumários: "barroco" e "clássico" no Xingu. Revista do Museu Paulista, N.S., vol. XVIII, São Paulo 1968/1969, pp. 127-143, 2 pranchas, notas, 2 tabelas em apêndice. Bibliografia.

Este é um exemplo das possibilidades oferecidas pelo estudo da cultura material. "Clássica" seria a plumária do Alto Xingu e "barroca" a dos Kayabi, e as autoras têm o cuidado de esclarecer em que sentido usam tais designativos: "Embora o emprego de conceitos polares possa ser alvo de críticas, em razão de implicarem na redução de realidades bem mais complexas a termos por vezes artificialmente mais simples … permitem tais conceitos, de modo operativo, que se dê ênfase a características diversas e mesmo antitéticas que porventura apresentem certos sistemas de formas quando comparados" (p. 127).

(p. 171)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.