3002

<

>



BECHER, Hans
  • Poré/Perimbó. Einwirkungen der lunaren Mythologie auf den Lebensstil von drei Yanonámi-Stämmen - Surára, Pakidái und Ironasitéri. Ergebnisse der 1970 durchgeführten Expedition nach Nordwestbrasilien. Völkerkundliche Abhandlungen, VI. Hannover 1974. 218 páginas, 1 mapa, 83 figuras, 4 representações gráficas, prefácio, introdução e resumo em inglês e português.

Poré/Perimbó, a lua, em seus princípios masculino/feminino, domina o céu e a terra. A partir desse conceito, o autor traça a visão yanomámi do cosmos num primeiro capítulo, seguido de outro dedicado à mitologia (mitos de origem, dos tempos primitivos, do dilúvio, mitos com motivos de violentação, da origem de animais, plantas e do fogo). Seguem-se as representações yanomámi das almas e do Além e considerações sobre a predominância da mulher no mito e sobre a sua posição na sociedade. A pintura e seus motivos, no corpo humano e nos artefatos, são analisados em seu simbolismo, sempre associado à lua. A chefia e outros aspectos organizatórios, assim como o endocanibalismo, são explicados a partir da cosmovisão descrita. A tabela I reune os ideogramas utilizados, seu nome indígena e interpretação, enquanto a tabela II mostra a aplicação desses motivos ao corpo humano em várias combinações, assim como a mensagem que representam. A Tabela III mostra e explica a tatuagem facial usada pelas mulheres de cada um dos grupos yanomámi. Mesmo que não se concorde inteiramente com as interpretações do autor, seu livro constitui uma verdadeira mina de informações etnográficas sobre a tribo em questão.
Cfr. comentário de Horst Nachtigall em Mundus, vol. XII, n. 4, Stuttgart 1976, pp. 259-260, e de H. Kühne in Anthropos, Band 72, Heft 1/2, St. Augustin 1977, pp. 321-323.

(p. 87-88)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.