2838

<

>



ACQUAVIVA, Marcus Claudius
  • Caçadores de cabeças. São Paulo, Editora Nosso Brasil, 1976. 62 páginas, 5 pranchas. Bibliografia.

Trabalhinho de divulgação em que os Munduruku são tratados num capítulo. O tom é o seguinte: "Nem eles (os maias), entretanto, conseguiram evitar que a triste nódoa da prática de sacrifícios humanos empanasse o esplendor de sua arte, sua astronomia, sua literatura" (p. 15).

(p. 30)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.