2292

<

>



JOSÉ, Oiliam
  • Indígenas de Minas Gerais. Belo Horizonte 1965, 217 pp. in-8°, 14 figuras no texto, 3 mapas fora do texto, índice alfabético de nomes. Bibliografia.

Um historiógrafo tenta dar uma idéia geral das tribos extintas daquele Estado, enumerando-as e tratando ligeiramente de diversos aspectos de sua cultura. Não considera trabalhos recentes como, por exemplo, os de Nimuendajú e Magalhães Rubinger sôbre os Maxakali ou, ao referir-se a Lagoa Santa, as pesquisas de Altenfelder Silva e Hurt. Dignas de nota são as coincidências nos comentários sôbre duas publicações de Ehrenreich (pp. 199/200) com o conteúdo dos itens 431 e 434 da B. C. (não citada pelo autor).

(p. 387)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.