2206

<

>



GARCIA, Rozendo Sampaio [1909-1963]
  • Considerações sôbre a fitonímia tupí-guaraní registrada no primeiro século da Conquista. Revista do Museu Paulista, Nova Série, XIII, São Paulo 1961/62, pp. 425-432.

"Do exposto infere-se que o indígena brasileiro que estêve em contacto com o colonizador europeu na fase da conquista tinha um princípio orientador de classificação botânica, semelhante em alguns pontos ao da cultura do Velho Mundo, baseado em caracteres próprios do vegetal quer o madeiro, a casca, o látex, o fruto, o espinho, quer a c&r, o gôsto, o cheiro, a ardência, a dureza, etc. Do espírito de observação da preferência de alguns animais por certos vegetais, originou-se não raro a designação de certos fitônimos." (p. 432).

(p. 329)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.