2205

<

>



GALVÃO, Eduardo, e SIMÕES, Mário F.
  • Notícia sôbre os índios Txikão, Alto Xingu. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, N. S., Antropologia, n. 24, Belém do Pará 1965, 23 pp., 1 mapa e 12 pranchas fora do texto, resumo em inglês. Bibliografia.

Descrição sumária dos dois primeiros contactos pacíficos entre êsses índios e os brancos, que se deram em outubro de 1964. Ligeiras notas sôbre a aparência física dos Txikão e sua cultura material. Um vocabulário comparativo (p. 13) mostra certa afinidade de sua língua com o karaíb. Eis a conclusão final: "Com a atual identificação lingüística Karíb dos Txikão, bastante assemelhada aos Yarumá e Apiaká, e a possibilidade de serem êles elementos residuais daquele grupo do Ronuro encontrado por Meyer e Koch-Grünberg, finalmente se comprova a hipótese de Ehrenreich, bem como se completa a faixa de migração e ocupação Karíb encontrada pelos pioneiros do Xingu que, partindo de sudoeste dos formadores do Tapajós (Arinos, Teles Pires e Paranatinga), passava pelos do Xingu (Ronuro, Batovi, Culiseiu e Culuene), rumando então para nordeste, através dos rios Tanguro e Suiá-missu." (p. 19).

(p. 328)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.