1900

<

>



BELLIZZI, Ataliba Macieira
  • Sôbre a incidência de lesões gengivo-dentárias entre os índios Maués. Revista Brasileira de Odontologia, ano XV, n. 85, Rio de Janeiro 1957, pp. 22-27. Bibliografia.

Registrando os resultados de pesquisas de afecções gengivo-dentárias em 300 indivíduos dessa tribo, o autor conclui: "(1) A alimentação dos índios Maués é muito pobre em cálcio, o que contribui, sem dúvida, para o aparecimento em larga escala de afecções gengivo-dentárias que são sàbiamente ocasionadas ou facilitadas por essa deficiência alimentar. (2) A alimentação é rica em glicídios, o que facilita também o aparecimento de certas odontopatias. (3) O hábito que têm de apontar os dentes na puberdade com pedra ou faca, colabora tembém para o aparecimento precoce e em grande escala dessas afecções. (4) Êsses três fatôres são agravados pelo fato de desconhecerem os mais rudimentares princípios de higiene bucal e não terem qualquer assistência odontológica. (5) Como conseqüência dêsses fatôres é grande a incidência da cárie e da periodontose-periodontite (parodontose-parodontite)." (p. 26).

(p. 124)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.