1833

<

>



BALDUS, Herbert
  • A distinção entre pré-história e arqueologia. Anais da II Reunião Brasileira de Antropologia (Bahia 1955), Bahia 1957, pp. 89-93.

Segundo o autor, "à primeira vista poderia parecer recomendável, com referência ao Brasil, falar em arqueologia ao tratarmos de culturas cujos portadores conhecemos ao menos pelo nome, sejam êles tribos extintas como os Tapajó ou vivas como os Guaraní. A pré-história estudaria, então, os produtos dos homens que, por terem sido anteriores a qualquer informação 'histórica', seriam os 'pré-históricos'. Em tal caso a arqueologia estaria ìntimamente ligada à etnologia, isto é, tanto àquela interessada em reconstrução histórica e difusionismo, como também à etnologia que se ocupa com o dinamismo da cultura e sua mudança. Por outro lado, a relação da pré-história com a etnologia se limitaria ao reconhecimento da unidade do gênero humano." (p. 89). Para averiguar se o material brasileiro permite tal distinção entre pré-história e arqueologia, o autor passa rápida revista a alguns de seus aspectos principais, chegando à conclusão de que as dificuldades assim evidenciadas caracterizam o estado atual dos nossos conhecimentos.

(p. 77-78)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.