1447

<

>



SCHMIDT, Carlos Borges [1908-]
  • Pedras de raio. Paulistania, n. 26, São Paulo 1948, pp.19-24, 7 figuras no texto. Bibliografia à p. 34.

Trata das crenças ligadas às chamadas "pedras de raio", em diversas regiões do Estado de São Paulo, mostrando que essas pedras trabalhadas são machados de índios e nada têm que ver com fulgoritos. Segundo o autor, o caboclo faz distinção entre a "pedra de raio" e a "pedra de corisco", sendo aquela o machado e esta a roliça e comprida mão de pilão encontrada em várias partes do Brasil meridional. Uma figura apresenta um exemplar desta última, achado na região de Taubaté. Outra mostra um machado-de-âncora da região de São Luís de Paraitinga, Estado de São Paulo.

(p. 636)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.