0631

<

>



HASSLER, E.
  • Centralsüdarnerikanische Forschungen. Fernschau. Jahrbuch der Mittelschweizerischen Geographisch-Commerciellen Gesellschaft in Aarau, II, Aarau 1888, pp.1-138, 90 figuras no texto.

A primeira parte dêste trabalho (pp.1-66) consiste na narrativa duma viagem que o autor diz ter realizado nos anos de 1835 a 1887, subindo por água de Montevideo a Cuiabá, indo de lá ao Araguaia em parte pelo vale do rio das Mortes e voltando ao rio Paraguai pelo vale do São Lourenço. Pretende o autor ter tido contacto amigável com os Akuê-Chavante, descrevendo êste encontro e dando detalhados informes sôbre a sua cultura (pp.29-41). Segundo Ehrenreich (Die Einteilung etc., p. 118), é sabido que o relatório em questão revelou-se uma fantasia ("hat sich bekanntlich als Phantasiegebilde erwiesen"). Hassler fornece também dados sôbre os Kaiapó do Araguai-Mirim (pp.44-52) e Guató (pp.61-65) e refere-se ligeiramente aos Bororo do São Lourenço (pp.57-60), Kadiuéo, Chamakoko, Sanapaná e Angaité (p. 65).

A segunda parte é intitulada "Ensaio duma fitogeografia do Brasil" (Versuch einer Pflanzengeographie Brasiliens).

A terceira parte (pp.77-138) contém uma descrição da coleção etnográfica organizada pelo autor por ocasião daquela viagem e entregue ao Museu de Aarau.

As figuras 84-90 reproduzem provàvelmente não "tatuagens", como rezam seus títulos, mas pinturas.

É com muita razão que Métraux (Handbook of South American Indians, 1, p. 361, nota 54) refere-se a Hassler como "não digno de confiança" ("not reliable").

(p. 298)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.