0322

<

>



CLEVE, G. L.
  • Die Lippenlaute der Bantu und die Negerlippen, mit besonderer Berüksichtigung der Lippenverstümmelungen. Zeitschrift für Ethnologie XXXV, Berlin 1903, pp. 681-701.

Estudando a influência das mutilações labiais sôbre os sons labiais em línguas africanas, o autor, para fins comparativos, refere-se também a tribos do Brasil que usam adornos labiais, isto é, aos Botocudos, Suiá e Karajá. Interessante é a observação relativa à influência do tembetá sôbre a diferença entre a linguagem dos homens e a das mulheres, quando só um dos sexos leva êsse adôrno. É sabido que os Karajá apresentam tais diferenças no seu idioma e que só os seus homens usam tembetá.

(p. 172)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.