0132

<

>



BALDUS, Herbert
  • As pinturas rupestres de Sant'Ana da Chapada (Mato Grosso). Revista do Arquivo Municipal, XL, São Paulo 1937, pp. 5-14, 31 figuras em 13 pranchas fora do texto.

Em 1934, o autor fotografou e mediu as figuras descritas neste trabalho. São pintadas com ocre vermelho numa parede de arenito branco, na borda escaparda da Chapada de Mato Grosso. Representam anta e onça, veados, coatis, tatus, urubus, ema, seriemas e sapos ao lado de palmeiras, fileiras de bicones, círculos concêntricos e outros desenhos. A respeito da figura 21, na estampa 11, descrita no presente estudo como "homem em pé em cima de uma anta", o autor pede licença para comunicar que considera, hoje, essa figura "uma onça assaltando uma anta".

O tamanho e estilo dêsses retratos de animais talvez levem à suposição de que procedem dos índios da região, os Bororo. Nas aldeias dessa tribo, as crianças e os adultos ainda gostam de desenhar animais na areia e, sempre, em tamanho natural. Dizem, porém, que nada sabem da existência das mencionadas pinturas rupestres e obras semelhantes.

É digno de nota estarem as pinturas de Sant'Ana da chapada colocadas em lugar de difícil acesso e apresentarem, ainda, a particularidade da sua altura acima do chão, o que implica na montagem de andaimes para a sua execução.

Para fins comparativos, as estampas reproduzem, além de fotografias das pinturas rupestres, desenhos a lápis, feitos pelo Bororo.

(p. 97)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.