0124

<

>



BALDUS, Herbert
  • Indianerstudien im nördostlichen Chaco. Forschungen zur Völkerpsychologie und Soziologie, XI, Leipzig 1931. ix, 230 pp. in-8º, pranchas fora do texto, apêndice, índice alfabético das matérias. Bibliografia.

Neste livro, os Chamakoko do nordeste do Chaco, que vivem caçando e colhendo frutas silvestres, são confrontados com seus vizinhos Kaskihá, tribo maskói que leva uma vida mais sedentária do que aquêles, morando em casas retangulares construídas de troncos de palmeira, lavrando a terra e criando gado-vacum. Tanto os Chamakoko como os Kashiká estiveram longo tempo, talvez por séculos inteiros, na dependência dos Mbaiá, e principalmente a cultura material dos mencionados índios maskói apresenta, ainda hoje, grandes semelhanças com a dos descendentes da chamada tribo guaikuru, que são os Kadiuéu (Kaduveo) de Mato Grosso.

O material dessa obra foi recolhido pelo autor, em 1923 e 1928. O apêndice contém ligeiras notas sôbre os Guarani do litoral paulista visitados, pelo mesmo viajante, em 1927.

Cf. os comentários de Snethlage no Baessler-Archiv 1932 e de A. W. Nieuwenhuis em Internationales Archiv für Ethnographie XXXII, 1932.

(p. 94)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.