Centenário de Florestan Fernandes

Florestan Fernandes (1920-1995), o grande sociólogo e deputado federal constituinte, estaria completando cem anos de idade no dia 22 de julho. A Biblioteca Digital Curt Nimuendajú oferece vários recursos para que o leitor se familiarize com sua vida e obra (seminal para entender-se o Brasil e, em particular, suas profundas desigualdades raciais).

florestan_na_luta.jpg

Projeto Aldevan Baniwa

O Projeto Aldevan Baniwa busca promover conexões entre saberes tradicionais e acadêmicos, fortalecer as línguas indígenas e valorizar a biodiversidade da Amazônia através da publicação e distribuição de livros infantis e técnico-científicos em diversas línguas indígenas e não indígenas.

Liderado pela bióloga Noemia Ishikawa (INPA), o projeto teve início com a publicação do livro Brilhos na Floresta, lançado inicialmente em português, inglês, japonês e Nheengatú. Além da participação de biólogos, antropólogos e linguistas, a equipe inclui uma rede cada vez mais ampla de tradutores indígenas.

O título do projeto homenageia um dos co-autores (e protagonista) do livro, falecido prematuramente em decorrência do coronavírus.

brilhos.gif

▲ Além da edição original, que inclui versões em português, inglês, japonês e nheengatu, Brilhos na Floresta já conta com versões adicionais em espanhol, Tukano, Baniwa, francês e Huarpe.

Bibliografia Crítica da Etnologia Brasileira

Conheça o projeto de digitalização e transcrição desta monumental obra de Herbert Baldus e Thekla Hartmann.

Cadastro de pesquisadores

Conheça o trabalho dos pesquisadores que se dedicam aos estudos das línguas e culturas indígenas sul-americanas.

Redes sociais

Leia o nosso blog e acompanhe-nos no Twitter, Facebook, Flickr e Tumblr.

Acréscimos recentes

(mais)

Cadernos de Etnolingüística

Cadernos de Etnolingüística (ISSN 1946-7095) é um periódico eletrônico destinado a divulgar contribuições originais sobre línguas indígenas sul-americanas.

Contribuições recentes:

(+mais)

Em destaque

Coleção Nicolai

Pesquisador independente, Renato Nicolai é um pioneiro no uso da internet para a divulgação de informações sobre os povos indígenas do Brasil. Ao longo de décadas, vem compilando uma impressionante coleção bibliográfica sobre o assunto — generosamente compartilhada em seu site e, ultimamente, na Biblioteca Digital Curt Nimuendajú. Renato foi também o principal responsável pelo sucesso do nosso projeto de digitalização e transcrição da Bibliografia Crítica da Etnologia Brasileira (Baldus 1954, 1968; Hartmann 1984).

Imagem do mês

{"module":"wiki\/image\/FlickrGalleryModule","params":{"userName":"Biblioteca Digital Curt Nimuendaj\u00fa","tags":"destaque"}}

Aspas

"[Nimuendajú] foi guiado por um compromisso radical — ético, político, epistemológico e vital — com as formas de vida e a sorte dos povos indígenas. Mais que teuto-brasileiro (naturalizou-se em 1922 com o nome de Curt Nimuendaju), ele foi um teuto-ameríndio: pois Nimuendaju nunca escondeu seu desprezo e sua indignação face aos habitantes de origem ou identidade européia do Brasil, responsáveis pela miséria física e psicológica dos índios, incapazes, em geral, de perceber e admirar a dignidade intrínseca das formas culturais nativas; incorporando antifrasticamente o uso local, Nimuendaju os chamava de ''cristãos'', e mais tarde veio a classificá-los de ''neobrasileiros '', anacronismo nem por isso menos eloqüente."

(Eduardo Batalha Viveiros de Castro, Curt Nimuendaju: 104 mitos indígenas nunca publicados, 1986)

This site is part of the Etnolinguistica.Org network.
Except where otherwise noted, content on this site is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.